top of page
Buscar
  • Mariana Ramos - Saúde no Movimento

Sente as pernas cansadas, pesadas, inchadas?

Atualizado: 12 de mar. de 2021



A DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL consiste numa técnica suave e subtil, através de uma massagem simultaneamente relaxante e drenante no sentido da condução da linfa pelos vasos linfáticos, sempre realizada no sentido que corre o sistema linfático, movimentando a linfa até aos gânglios linfáticos.


Desta forma, é uma técnica de massagem usada para drenar, limpar macromoléculas e resíduos celulares que, devido ao seu tamanho, não entram no sistema venoso acabando muitas das vezes por ficarem no organismo devido a uma deficiência da drenagem linfática do organismo.

A acumulação destes resíduos tóxicos acaba por criar problemas ao nível do sistema músculo-esquelético, nomeadamente a sensação de pernas cansadas, cansaço, celulite, que tem uma repercussão em todo o corpo e no bem-estar geral.



O objetivo é, através de movimentos suaves e ritmados, abrir os capilares linfáticos às macromoléculas e aos resíduos celulares bem como ativar os gânglios linfáticos, combatendo assim infeções com a estimulação das defesas imunitárias. Uma técnica que utiliza os movimentos executados com pressões intermitentes para imitarem a contração dos músculos lisos dos vasos linfáticos, estimulando a condução da linfa pelo vaso, o que facilita a circulação e a oxigenação dos tecidos.


Existem movimentos específicos para cada parte do corpo, sendo uma massagem completamente INDOLOR que, mesmo sem recurso a cremes ou óleos, tem uma ação muito tranquilizante.

A contribuir mais para uma fraca drenagem linfática é a falta de exercício físico e o sedentarismo da vida moderna, provocando tensões ao longo do dia que se vão acumulando com o tempo e, posteriormente impedi a boa circulação quer sanguínea quer linfática com todas as consequências associadas.





BENEFÍCIOS

  • Relaxamento e bem-estar;

  • Analgésico;

  • Diminuição de edemas;

  • Reforça o sistema imunitário e a resposta autoimune;

  • Favorece a regeneração dos tecidos;

  • Diminui o stress, a ansiedade, a depressão e insónias;

  • Melhora a motricidade do intestino;

  • Benefícios em casos de acne, rosácea, pós-operatórios de cirurgias plásticas, bem como a eliminação da dor muscular após uma atividade física intensa.


INDICAÇÕES


TERAPÊUTICAS:

  • Problemas musculares e articulares: rigidez, tensão, fibromialgia, artroses, reumatismo, tendinites, etc.;

  • Cefaleias;

  • Hipertensão controlada;

  • Problemas das vias respiratórias superiores: rinite e sinusite, otite;

  • Stress, insónia, ansiedade;

  • Pós-operatórios e pós-traumáticos;

  • Problemas circulatórios ou sempre que se desejar aumento do retorno do linfático;

  • Linfedemas primários e secundários, lipedemas, fleboedemas, edemas primários (congénitos) ou secundários (causados por lesões, quedas, doença) mas também edemas cíclicos idiopáticos, pré-menstruais (dismenorreia), intragestacionais e outros, elefantíase.

ESTÉTICAS:

  • Combate e prevenção da celulite e gordura localizada;

  • Dermatite;

  • Pré e pós-cirurgia plástica (lipoaspiração, mamoplastia, cirurgia de abdómen e rosto) - acelerando a recuperação;

  • Tratamentos de revitalização facial: rugas, olheiras, acne;

  • Cirurgias pós-parto;

  • Pele em fase de cicatrização;

  • Tratamentos anti-envelhecimento.


CONTRA-INDICAÇÕES

  • Infeções agudas e bacterianas (pneumonia, febre, furúnculos);

  • Insuficiência cardíaca descompensada;

  • Flebites; tromboflebites; síndrome seno-carotídeo;

  • Tromboses;

  • Hipertensão arterial descontrolada;

  • Doenças infecto-contagiosas (sífilis, hepatite);

  • Doenças oncológicas: cancro, sarcomas, linfomas;

  • Asma brônquica e bronquite asmática na crise;

  • Hipertiroidismo;

  • Insuficiência renal muito grave: doentes que fazem hemodiálise;

  • Outras doenças malignas em fase de evolução.

Artigo de Mariana Ramos - Saúde no Movimento

38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page