top of page
Buscar
  • Mariana Ramos - Saúde no Movimento

Dor no joelho? Saiba mais.

Atualizado: 12 de mar. de 2021



O joelho é uma articulação formada pelos ossos fémur, tíbia e patela. Estas estruturas estão interligadas por meios de união, como meniscos, tendões e ligamentos.


É um tipo de articulação que está sujeita a muitas forças carga, e por isso é uma das zonas do corpo humano que mais sofre lesões ou patologias, que poderão ser agudas ou crónicas.

Os problemas que surgem no joelho pode ter inúmeros fatores, diretos ou indiretos.


Os primeiros referem a causas traumáticas, por queda ou impacto direto na articulação, como rotura de um tendão, ligamento ou menisco, ou fratura óssea.


Os fatores indiretos estão associados à POSTURA da pessoa, como por exemplo, o desalinhamento das estruturas ósseas e desequilíbrios musculares. A presença de fatores indiretos aumenta a predisposição para uma lesão traumática aguda para além de patologias crónicas.


LESÕES COMUNS


- Rotura do LCA (Ligamento Cruzado Anterior)


Este ligamento tem como função principal evitar a deslocação excessiva anterior da tíbia em relação ao fémur, ou da deslocação excessiva posterior do fémur em relação à tíbia.





A rotura deste ligamento é uma das lesões mais graves traumáticas nesta articulação, que na maioria das vezes é necessário recorrer a cirurgia. Este tipo de lesão é das mais graves por causa direta/traumática.


Movimentos de torção do joelho, através de mudanças rápidas de direção, paragens repentinas do movimento, pancada direta, é o mecanismo mais comum desta lesão.


O joelho apresenta ainda um ligamento cruzado posterior que tem como função impedir o deslocamento da tíbia para trás em relação ao fémur, no entanto a rotura deste ligamento não é tão comum devido a sua espessura.


- Rotura do Menisco


O joelho apresenta dois meniscos, um interno e um externo, que estão localizados entre o fémur e a tíbia e têm como função a absorção de impactos e de forças de compressão.

O mecanismo para este tipo de lesão normalmente é por causa traumática, envolvendo movimentos de rotação.



Quando estamos perante uma rotura do menisco, os sintomas são uma sensação de bloqueio na extensão/flexão do joelho e dor durante movimentos como agachamento e saltos devido à compressão que se exerce no menisco.

Dependendo de onde se localiza a rotura, é avaliado se será necessário intervenção cirúrgica.


- Luxação da Patela


A patela é o osso que está articulada com o fémur através da tróclea. Tem como função potenciar o mecanismo da extensão do joelho, otimizando o trabalho do músculo Quadricípite.

A luxação ocorre quando a patela sai externa ou internamente da sua posição central na tróclea do fémur. Geralmente a primeira luxação é por causa direta traumática, no entanto uma vez que os ligamentos fixam mais frágeis, poderá acontecer episódios seguintes sem ocorrer nenhuma pancada direta ou entorse do joelho. Por isso a importância do fortalecimento dos músculos circundantes à articulação para estabilização da mesma.

Pessoas que apresentem um desalinhamento da articulação estão muito mais suscetíveis a esta lesão.


- Síndrome de Dor Patelo-Femoral


Conhecida também como “joelho de corredor”, consiste numa dor na face anterior do joelho, proveniente de um inflamação na articulação entre a patela e o fémur.

Esta inflamação poderá surgir devido a desalinhamentos na articulação, por desequilíbrios musculares ou por lesão ligamentar. Geralmente, a inflamação é acompanhada pela degeneração da cartilagem articular da patela.

Para além da dor anterior do joelho, principalmente após esforço ou depois de muitas horas sentado, os sintomas incluem também uma sensação de crepitação na flexão e extensão do joelho e edema ao redor da patela.


- Síndrome da Banda Iliotibial

Esta lesão é a principal causa de dor lateral externa do joelho, por sobrecarga da articulação.

A banda iliotibial é uma banda grossa de tecido localizada na parte externa da coxa, que tem origem na anca e insere-se na tíbia. É fundamental na estabilização do joelho durante a marcha e corrida, e a sua fricção contínua no côndilo lateral do fémur com movimentos repetitivos poderá provocar inflamação na zona.




- Artrose


O joelho sendo uma articulação de suporte e sujeita a forças de compressão, com o passar do tempo é normal o degeneração da cartilagem nesta articulação. A cartilagem tem como função evitar o atrito entre as extremidades ósseas com o movimento.

Muitas vezes as pessoas já apresentam degeneração mas não têm sintomas, só começam a surgir quando quando a degeneração já é significativa.

A artrose não tem cura, mas é possível aliviar os sintomas com exercício físico, medicação e terapias.


- Tendinite da Pata do Ganso

É uma inflamação na região interna do joelho, que é composta por três tendões de três músculos: Sartório, Grácil e Semitendinoso.



Este tipo de lesão ocorre mais no sexo feminino, principalmente com excesso de peso e com desalinhamentos das estruturas ósseas da articulação. O esforço repetitivo e muito intenso do joelho são dos fatores principais para a ocorrência da inflamação.

O tratamento passa pelo repouso, aplicação de gelo, anti-inflamatórios e fisioterapia, de forma a diminuir a inflamação e aliviar a dor.


RECOMENDAÇÕES


Numa fase aguda da dor, é recomendado o repouso com aplicação de gelo durante 20 minutos seguido de intervalos de 40 minutos, com a perna elevada, de forma a diminuir o edema.

A segunda fase deve-se fazer exercícios de mobilidade e reeducação postural, seguindo de exercícios de fortalecimento muscular para estabilização da articulação.


Em casos de dor crónica, é fundamental aliviar a tensão muscular presente ao redor da articulação, que pode ser através do rolo miofascial ou massagem, e posteriormente, fortalecer os músculos de forma a aumentar o reequilíbrio muscular.


É muito importante ter uma vida saudável de maneira manter o mais possível a integridade da articulação do joelho. O controlo do peso e o exercício físico são fundamentais neste aspeto.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page